Educação: Traços Psicológicos do carácter

Traços psicológicos do carácter: emotividade, actividade, ressonância. A conjugação destes traços, em maior ou menor grau, define pessoas com certas características: a nervosa, a colérica, a sentimental, a fleumática, a apaixonada… Acabam por ser tendências que as pessoas têm, mas que podem contrariar com o seu esforço.


Traços psicológicos do carácter

Para conhecer os filhos, não é necessário sermos psicólogos, na acepção estritamente técnica do termo, pois há um conhecimento dos traços mais salientes da pessoa, do seu modo habitual de ser, de reagir, de situar-se em face dos acontecimentos, que parte da simples observação e que está ao alcance de qualquer pai ou mãe. Trata-se, com efeito, de um conjunto de observações sobre o carácter baseadas no senso comum, e que ao mesmo tempo encontram a sua confirmação no campo das pesquisas psicológicas: pela sua simplicidade podem, pois, ser utilizadas por qualquer pessoa animada de boa intenção, e são de segura confiabilidade pela sua base científica: a psicologia, ao contrário de tantas “modas passageiras”, nunca negou o valor da experiência e do bom senso.

Ler o texto completo

Traços do carácter – Quadro caracterológico

Este quadro tem o valor de um esquema de referência. Na realidade, nunca encontramos o tipo perfeito do fleumático ou, por exemplo, do amorfo, dada a complexidade da pessoa humana e a individualidade que a caracteriza. As páginas que se seguem devem, portanto, constituir apenas um ponto de referência para os pais, que lhes permita ampliar os seus conhecimentos e os modos de intervir no relacionamento com os filhos. E óbvio que este esquema não deve servir para aplicar um último “rótulo” aos filhos!

Ler o texto completo

Traços do carácter – A ressonância

Por ressonância entende-se a medida das nossas reacções às impressões externas. Estas podem ser primárias, se duram pouco; e secundárias, se a sua duração é longa. As reacções do chamado tipo primário são imediatas e breves; as do tipo secundário não são imediatas e tendem a prolongar-se e a ser revividas no tempo. Os tipos primários tendem a viver no presente, ao passo que os secundários se ressentem muito da influência do passado.

Ler o texto completo
1 2 3 5