Alive

Realizador: Frank Marshall

Actores: Ethan Hawke; John Hamilton

Música: James Newton Howard

Duração: 127 min.

Ano: 1993

A liderança é uma característica dos homens de negócios cada vez mais analisada, debatida e investigada. Por isso, este filme merece ser referido, pois narra uma história verídica. Em 1972, uma equipa de râguebi do Uruguai ia de avião para o Chile defrontar uma equipa desse país. Ao atravessarem os Andes, o aparelho caiu. Alguns dos passageiros e tripulantes sobrevivem à queda. No entanto, as operações de busca foram canceladas após não terem sido encontrados destroços nem sinais de vida. Os sobreviventes ouviram pela rádio que tinham sido dados como mortos, estando entregues a si próprios.

No início, o capitão da equipa assume a liderança. Todos lhe reconhecem autoridade, embora algumas das indicações que vai dando, não são bem esclarecidas e compreendidas. O descontentamento crescia. A união entre todos vai-se quebrando. O jogador que era estudante de medicina, pela função médica que começa a desempenhar, passa a ser o elemento mais escutado e obedecido. O ambiente geral era desesperante: frio, fome, desconforto. A determinada altura, o capitão da equipa é desobedecido. Irrita-se. Descontrolado pergunta em voz alta quem é o líder. Respondem-lhe que é ele, mas de facto, já não o é. Todos procuram gerir a situação o melhor possível. Um dos rapazes que ficara inconsciente, de repente volta a si. Preocupa-se pelos familiares que tinham morrido e pelos que ainda viviam. Sugere soluções. Ouve os colegas e põe em prática algumas das sugestões, como a de que se alimentassem da carne dos falecidos que jaziam congelados. É uma decisão difícil de tomar. Discutem o assunto entre todos. A sua opinião é a que prevalece. Pretende a salvação de todos. É o líder. Numa saída pelas montanhas, salva um dos companheiros de morrer gelado ao relento, trazendo-o nos braços. Ao chegar ao avião, repara em pormenores que mais ninguém vira e com que mais ninguém se preocupara. Os meses passam. Alguns dos sobreviventes morrem. O líder decide então ir com o médico e outro companheiro atravessar os Andes a pé. A viagem é cada vez mais difícil. Quase desistem. Mas o nosso herói anima os seus colegas. Manda regressar um e avança com o outro. Reformula a estratégia. Traça objectivos claros. Continuam a travessia e chegam ao Chile. Regressam de helicóptero ao local do acidente e os outros sobreviventes são salvos.

O filme é intenso e forte. O capital humano de todos os personagens é bem retratado. Os conflitos entre os diversos elementos do grupo são semelhantes aos que surgem em qualquer empreendimento. As decisões a tomar eram mais radicais, pelas circunstâncias, mas é nas situações difíceis que surgem os grandes líderes. E este filme é uma boa lição de liderança pelo interesse manifestado para com as pessoas que nos rodeiam.

Tópicos de análise:

1. A liderança ganha-se e perde-se através de gestos concretos.

2. O carisma constrói-se com o interesse real pelos outros.

3. Concretizar objectivos implica uma estratégia clara e entendida por todos.

4. Como desenvolver o espírito de equipa.

Encontra aqui uma curta apresentação de algumas dezenas de filmes, contendo os dados principais de cada um deles, um resumo e alguns tópicos de análise. Não se trata de filmes aconselhados por nós, mas apenas de algumas ideias que podem ajudar a escolher um filme ou a tirar partido dele do ponto de vista educativo.

Colaboração de Paulo Martins, Mestre em História e doutorando em Cinema.