Quizz Show

Realizador: Robert Redford

Actores: Ralph Fiennes; John Turturro

Música: Mark Isham

Duração: 113 min.

Ano: 1994

A televisão é um negócio. É um negócio que movimenta milhões. Milhões são as pessoas influenciadas pela televisão. Esse é o seu poder. E para alcançar esse poder, a que meios é lícito recorrer? O filme Quizz Show procura responder a esta pergunta narrando um caso verídico ocorrido nos EUA nos anos 50.

Uma prestigiosa cadeia televisiva transmite um popular concurso de perguntas e respostas a simples concorrentes. É tão popular que há vários anos que esse programa se mantém líder de audiências. Ter audiência é o mais importante e a chave do sucesso! O concurso é patrocinado pela marca de um produto, mas a estação de televisão sabe perfeitamente que esse acordo só irá vigorar enquanto as audiências forem elevadas. Para que estas não diminuam, o concurso vai sendo manipulado sem que os espectadores percebam.

Alguns concorrentes dão-se conta e denunciam o caso, mas são abafados pelo poder que essa empresa televisiva detém, pois ao dominar os mass media e a partir daí a opinião pública, a própria autoridade tem receio de ir contra o “quarto poder” e ter voltada contra si grande parte dos “opinions makers”.

The show must go e para aumentar a emoção do concurso, é convidado um rapaz com um trajecto profissional brilhante. Rapidamente ficamos a saber quais as motivações que o levaram a aceitar participar nesse programa. No entanto, ao deparar nos esquemas ilícitos em que se baseava o concurso, começa a hesitar, mas pactua e vai a jogo. O êxito é estrondoso. A fama aumenta. O programa é um sucesso. A marca patrocinadora regozija-se pelo investimento que fez. O retorno é imediato. Os espectadores consomem o concurso mas ainda mais o produto. O concorrente é o único que não está totalmente satisfeito. Qualquer coisa que lhe diz que a sua atitude não está correcta. Decide ir falar com os responsáveis da cadeia televisiva.

Abrem-lhe o jogo. Tudo fica claro. Perante tal situação, o dilema aumenta e o seu peso é insuportável… continuar a pactuar com uma desonestidade ou desmascarar aquele negócio, arriscando a carreira, por ter sido cúmplice de uma fraude? Haverá espaço e tempo para rectificar uma conduta? Será aceite pela família e pelos seus amigos? E como sobreviver à pressão dos mass media?

No fim, tudo acaba por se esclarecer. Mas o mais interessante, é que podemos ler nas legendas finais o que aconteceu na realidade a cada um dos implicados neste caso. E muitas lições se podem retirar…

Tópicos de análise:

1. A manipulação da opinião pública.

2. O poder dos mass media.

3. O negócio dos patrocínios.

4. Qual o valor da honestidade.

Encontra aqui uma curta apresentação de algumas dezenas de filmes, contendo os dados principais de cada um deles, um resumo e alguns tópicos de análise. Não se trata de filmes aconselhados por nós, mas apenas de algumas ideias que podem ajudar a escolher um filme ou a tirar partido dele do ponto de vista educativo.

Colaboração de Paulo Martins, Mestre em História e doutorando em Cinema.