Return to me

Realizador: Bonnie Hunt

Actores: David Duchovny; Minnie Driver

Música: Nicolas Pike

Duração: 115 min.

Ano: 2000

Um filme familiar com uma história normal, sem grandes efeitos especiais ou cenas empolgantes mas que se vê com agrado, pois os seus actores dão vida a personagens normais e correntes, vivendo situações iguais às de milhares de pessoas com as quais nos cruzamos todos os dias… Tudo começa com a apresentação da vida feliz de um casal e do ritmo profissional de ambos. De repente, num acidente de automóvel a mulher morre. O marido afunda-se no desgosto. É interessante ressaltar que onde vai encontrar mais apoio é entre os seus colegas de trabalho. Apesar de tudo, tenta cumprir o seu dever profissional o melhor que pode, mas a sua relação com os outros e o trabalho vai-se tornando mais dura e rude. Entretanto, vai-nos sendo também apresentada, ao longo do filme, uma outra família, neste caso uma família italiana, que se dedica à exploração de uma típica pizzaria. A família é muito alegre e simpática mas a filha sofre de uma doença grave, pelo que tem de se submeter a um transplante de coração. Por um acaso do destino, o coração que recebe é o da mulher do casal que inicialmente conhecemos. O resto do filme é fácil de adivinhar: todo o tipo de peripécias e aventuras que levam ao encontro dos dois protagonistas principais, terminando num “happy end” divertido, em que o marido casa com a rapariga que vive com o coração da sua primeira mulher.

A questão empresarial é um tema secundário ao longo de todo o filme mas nunca deixa de estar presente. Vemos por exemplo como se organizava o trabalho da esposa que morre e quais os seus projectos e como muitos colegas seus a recordam precisamente pelo seu esforço e tenacidade profissional em executar um bom trabalho. O ambiente em que se move o seu marido é revelador da relação que se pode estabelecer entre diferentes funcionários, quais as expectativas laborais de cada um e o seu impacto no sucesso global da empresa. O bom humor salpica os diálogos de todos os elementos da pizzaria, o que acaba por se reflectir nos clientes… Enfim, um filme agradável que se pode analisar de diferentes pontos de vista.

Tópicos de análise:

1. Compatibilidade entre a profissão e a família.

2. Os projectos profissionais como desenvolvimento das capacidades pessoais.

3. O impacto nos outros de um trabalho bem executado.

4. A estabilidade familiar e emocional e o seu reflexo no emprego.

5. As empresas e as relações inter-pessoais dos seus funcionários.

Encontra aqui uma curta apresentação de algumas dezenas de filmes, contendo os dados principais de cada um deles, um resumo e alguns tópicos de análise. Não se trata de filmes aconselhados por nós, mas apenas de algumas ideias que podem ajudar a escolher um filme ou a tirar partido dele do ponto de vista educativo.

Colaboração de Paulo Martins, Mestre em História e doutorando em Cinema.