Uma rapariga quer ser amada por si mesma, pelas suas ideias, valores e personalidade. O rapaz quer ser apreciado pelas suas maiores virtudes e capacidades. As relações sexuais introduzem um factor de insegurança: “ele(a) interessa-se por mim ou pela minha disponibilidade sexual?”

(João Soares)