E para que não haja dúvidas, num inquérito de 1994 apurou-se o seguinte: cerca de 45% das raparigas afirmaram que tiveram a primeira relação sexual por amor. Só 16% dos rapazes disseram que o fizeram por amor. Enquanto, nas raparigas, amor foi de longe a primeira razão, nos rapazes amor aparece em terceiro lugar. Em primeiro lugar (com cerca de 30%) aparece a curiosidade, enquanto que nas raparigas só 13% aceitaram ter relações por curiosidade. Em suma, rapazes e raparigas diferem muito nos motivos e nos objectivos das suas relações pré-matrimoniais, com óbvia perda para as raparigas que se entregam por amor para satisfazer a curiosidade! (As outras razões dadas pelos rapazes, por ordem decrescente, são: pensar que é o passo seguinte do namoro, foi arrastado pelos acontecimentos, queria perder a virgindade, os amigos fazem o mesmo, estava bêbado (7%). (1)

(1). A. Johnson et al, Sexual Attitudes and Lifestyles, Blackwell Scientific Pulications, Oxford, 1994.

(João Soares)