Há rapazes que testam a namorada: se ela aceitar ter relações, então não é séria e não serve para casar (embora sirva para ter relações). Uma rapariga não pode estar certa do estado de espírito do rapaz e das suas disposições, se ele não assumiu um compromisso público (casamento) com ela. Dizer “amo-te loucamente, tu és diferente, nunca senti nada assim, eu nunca estive assim, etc” é a coisa mais fácil do mundo, sobretudo quando se está interessado em ter prazer grátis.

(João Soares)