A emotividade

Por emotividade entende-se normalmente a intensidade das reacções afectivas. Toma em consideração tanto a capacidade de reagir perante situações que, para outros, seriam totalmente inócuas, como a extensão dessas reacções.

O emotivo tende a agitar-se, a comover-se e a preocupar-se por coisas que ele mesmo poderá admitir, num segundo momento, que objectivamente não valiam a pena tomar tão a sério. Todos podem emocionar-se em certas circunstâncias; por isso, a melhor maneira de conhecer a intensidade das emoções próprias ou das dos outros é considerar a desproporção que pode existir entre o facto real que provocou a emoção e a intensidade desta. Uma forma muito acentuada de emotividade é a ansiedade.

“Conhecer o temperamento dos filhos”

(Anna Maria Costa, in “Conheça seu filho”, 3ª edição, Quadrante, São Paulo, 1995″)